Controle de Pragas e Serviços Técnicos

Nº CEVS: 355030890-812-000010-1-5

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Unidades

São Paulo - SP

Em busca de proteção de ataques indígenas, os Padres José de Anchieta e Manoel da Nóbrega escalaram a serra do mar chegando ao planalto de Piratininga, um local ideal para se instalarem, pois situava-se numa colina alta e plana, cercada pelos rios Tamanduateí e Anhangabaú.

Nesse lugar, fundaram o Colégio dos Jesuítas em 25 de janeiro de 1554, ao redor do qual iniciou-se a construção das primeiras casas de taipa que deram origem ao povoado de São Paulo de Piratininga.

Em 1560, o povoado virou Vila, mas a distância do litoral, o isolamento comercial e o solo inadequado ao cultivo de produtos de exportação, condenaram a Vila a ocupar uma posição insignificante durante a colonização.

São Paulo foi considerada cabeça da Capitania de São Paulo em 1681, e de Vila foi elevada à categoria de Cidade, em 1711. Contudo, São Paulo continuava como um quartel-general de onde partiam as "bandeiras" (expedições organizadas para capturar índios e procurar minerais preciosos nos sertões distantes).

Com a independência do Brasil, São Paulo firmou-se como capital da província e converteu-se em importante núcleo de atividades intelectuais e políticas.

Decorrente da expansão da lavoura cafeeira, da construção da estrada de ferro Santos-Jundiaí e do afluxo de imigrantes, São Paulo promove manifestações econômicas, culturais e artísticas passando a ser sinônimo de progresso. Começa aqui a formação de um parque industrial.

Durante a Primeira Guerra Mundial a industrialização se acelera, mas o aumento da população e das riquezas é acompanhado pela degradação das condições de vida dos operários que sofrem com salários baixos, jornadas de trabalho longas e doenças.

A década de 30 foi especialmente marcante para São Paulo, tanto pelas grandes realizações no campo da cultura e educação quanto pelas adversidades políticas. Os conflitos entre a elite política e o governo federal, conduziram à Revolução Constitucionalista de 1932 que transformou a cidade numa verdadeira praça de guerra.

Na década de 40, o prefeito Prestes Maia colocou em prática o seu "Plano de Avenidas", com amplos investimentos no sistema viário. Nos anos seguintes, a preocupação com o espaço urbano visava basicamente abrir caminho para os automóveis e atender aos interesses da indústria automobilística que se instalou em São Paulo em 1956.

Nos anos 50, inicia-se o fenômeno de "desconcentração" do parque industrial de São Paulo que começou a se transferir para outros municípios da Região Metropolitana (ABCD, Osasco, Guarulhos, Santo Amaro) e do interior do Estado (Campinas, São José dos Campos, Sorocaba).

Esse declínio gradual a indústria paulistana insere-se num processo de "terceirização" do Município, acentuado a partir da década de 70. Isso significa que as principais atividades econômicas da cidade estão ligadas à prestação de serviços e aos centros empresariais de comércio. As transformações no sistema viário vieram atender a essas novas necessidades com as obras do metrô que foram iniciadas em 1969.

A população de aproximadamente 41 milhões de habitantes da metrópole paulistana ocupa uma área de mais de 248 mil km². Esse crescimento populacional veio acompanhado do agravamento das questões sociais e urbanas (desemprego, transporte coletivo, habitação, problemas ambientais, etc.) que são o desafio aos atuais governantes.

O estado de São Paulo possui uma economia diversificada que conta com indústrias metal-mecânica, álcool e açúcar, têxtil, automobilística e de aviação; os setores de serviços e financeiro; e o cultivo de laranja, cana de açúcar e café formam a base de uma economia que responde por cerca de um terço do PIB brasileiro. O estado mais rico da Federação oferece boa infra-estrutura para investimentos, devido às boas condições das rodovias.

Com a melhor infra-estrutura e mão-de-obra qualificada, São Paulo legitima dia-a-dia seu status de "motor econômico" do Brasil.

Sua população é a mais diversificada do Brasil e descende principalmente de imigrantes italianos e portugueses, embora haja também forte influência de ameríndios e africanos e de outras grandes correntes migratórias, como árabes, alemães, espanhóis e japoneses.

São Paulo possui potencial turístico, conta com diversidade gastronômica, paraísos do consumo, áreas para lazer e muitos pontos turísticos.

Contato:
Rua Professor Otávio Guimarães, 47
Bairro: Interlagos
CEP: 04771-110 - São Paulo - SP.
Tel: (11) 5545-9958
E-mail: nikkey@nikkey.com.br

Fonte:
http://www.prodam.sp.gov.br
http://www.wikipedia.org


©2008 Nikkey Controle de Pragas e Serviços Técnicos Ltda.

Matriz: Rua Professor Otávio Guimarães, 47, Interlagos, São Paulo - SP - Fone: (11) 5545-9958